Portal da Cidade Guaxupé

Prisão

PC prende dois suspeitos de participação no assalto ao Banco do Brasil

Operação para cumprimento dos mandados de prisão envolveu 40 policiais da 18ª DPC.

Postado em 01/06/2020 às 11:13 |

Os delegados Gabriel Belchior, Edson Morais e Cleyson Brene durante coletiva de imprensa na Delegacia Regional de Guaxupé. (Foto: Carol Negrão)

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu no início da manhã desta segunda-feira (1º) dois maiores suspeitos de envolvimento na tentativa de assalto ao Banco Brasil de Guaxupé, no dia 20 de maio. Os dois homens foram presos temporariamente por 30 dias, pelo crime de extorsão mediante sequestro.

A operação que prendeu os dois suspeitos, em Guaxupé, reuniu 40 policiais civis da 18ª Departamento de Polícia Civil de Poços de Caldas e contou com presença do chefe do Departamento na região, Delegado Edson Rogério de Morais, do delegado de Poços de Caldas Cleyson Brene; e do delegado de Guaxupé Gabriel Belchior. A investigação do crime teve a participação do Departamento Estadual de Operações Especiais (DEOESP), por meio da Delegacia Especializada Antissequestro.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (1º), a PC deu detalhes sobre as prisões. Os nomes dos envolvidos e os locais onde foram presos não foram divulgados. De acordo com o delegado Edson Morais, um dos suspeitos confessou a participação no crime. “ Por meio de material de áudio e vídeo ele confirmou a participação, na presença do advogado”, explicou.

Segundo a PC, os dos suspeitos já possuem passagens por crimes como tráfico de drogas e outros crimes contra o patrimônio.

A investigação do crime segue em sigilo, uma vez que há suspeita da participação de quarto criminoso.

Crime 

No dia 20 de maio, o gerente do Banco do Brasil de Guaxupé, Alexandre Vieira Rodrigues, de 39 anos, e família dele foram feitos reféns pela quadrilha. A mulher e os filhos de Alexandre foram levados para sede da AABB, no bairro Chácaras Flor do Estado, na zona rural de Guaxupé. Alexandre foi para a agência do banco com o um dos integrantes da quadrilha, Heber Vasconcelos Lopes.

Durante a ação, o gerente foi morto com um tiro na cabeça. Heber foi atingido por disparo de arma de fogo de policiais que estavam fora da agência.

Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Guaxupé no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲 Participe clicando neste link.👈

Fonte:

Receba as notícias de Guaxupé no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário