Portal da Cidade Guaxupé

pOBREZA

Número de famílias guaxupeanas na extrema pobreza aumenta 12% em cinco anos

Famílias que vivem com até R$70 per capita é 849, e número de famílias cadastradas no Bolsa família também aumentou 10%.

Postado em 11/11/2020 às 14:02

Cleide e outras dez pessoas da família vivem com R$600 por mês e são exemplo de famílias em situação de extrema pobreza. (Foto: Carol Negrão)

Na casa da desempregada Cleide Aparecida Alves Pereira, não há quase nada na geladeira. Garrafas de água, um pacote de molho de tomate, um quilo de pele de porco que ela ganhou e mais nada. Tudo isso para alimentar uma família com onze pessoas: sendo oito crianças e adolescentes. Atualmente a família vive com R$600 do auxílio emergencial do governo federal e alguns bicos que o marido de Cleide faz. Isso representa R$54 por pessoa ao mês, o que deixa a família de Cleide na situação de extrema pobreza. Há seis anos Cleide recebe o Bolsa Família.

Assim como a família de Cleide, outras 848 famílias vivem na mesma situação em Guaxupé. Um aumento de 12,74% em relação à 2015, quando 753 famílias viviam na pobreza extrema. O levantamento foi feito pelo Portal da Cidade Guaxupé com base nos relatórios de Programas e Ações do Ministério da Cidadania. Levando em conta que a média de pessoas por família é de 3,8, isso representa que 3.226 guaxupeanos vivem na extrema pobreza.

Quando se leva em consideração o número de famílias na pobreza, extrema pobreza e de baixa renda, os números surpreendem: em média, 9.932 guaxupeanos vivem entre a baixa renda e a extrema pobreza.

É considerada extrema pobreza, pessoas que vivem com até R$70 por mês. Já a população na linha da pobreza vice com até meio salário mínimo por mês.

Mas para entender a aflição desses cidadãos é preciso ir além dos números e conhecer as histórias dessas pessoas. Cleide trabalhava como catadora de lixo na Associação Vida Nova, de catadores de material reciclável.  

“Antes da pandemia ganhava R$500, R$400 que eu tirava no barracão e o bolsa família das crianças. Era R$411, que eu crio 4 netos. Tirava 500 do aluguel e o restinho controlava nas contas de casa”, disse a desempregada ao Portal da Cidade Guaxupé.

Desde março, Cleide está sem trabalho, mas recebeu R$1200 do auxílio emergencial, que agora caiu para R$600. Ela não recebe cesta básica e recebe outros R$50 de bolsa merenda de uma das netas, que está em uma creche do município.

“Porque eu fui atrás e eles (prefeitura) disseram que enquanto eu receber o auxílio, não tem como eu pegar a cesta básica. A ‘pititinha’ tá na creche e recebe R$50 de bolsa merenda eu vou comprar o leite dela. E os grandes que estudam na escola ‘Profissional’, eu ganho a cestinha”, explicou a catadora..

Bolsa família

De 2015 até agosto de 2020, quando foram divulgados os dados mais recentes deste ano, o número de famílias cadastradas no Bolsa Família em Guaxupé também cresceu: de 5.515 para 6.092 famílias (agosto/2020), um aumento de 10,46%.

Ao longo dos últimos cinco, o número de famílias que vivem com até R$70 por pessoas sofreu mudanças e chegou ao maior patamar em 2017 (927 famílias). No ano passado este número caiu para 801, mas voltou a subir em 2020, e pode ser reflexo da pandemia. 

“A pandemia foi ruim e está sendo ruim até hoje. Eu tenho as crianças e peço ajuda. É a ajuda que eu tenho. ‘Tá’ R$30 um pacote de arroz. Para não ver eles passando fome eu saio e peço. Eu tô pedindo a Deus para voltar a trabalhar. Eu quero trabalhar, porque até quando eu vou viver de ajuda? O serviço eu posso contar com aquilo lá todo mês. Eu prefiro ter um serviço do que ter o bolsa família, mas eu preciso”, relata a catadora.

A previsão é que o pagamento do auxílio emergencial termine no próximo mês. O que causa apreensão à Cleide e sua família. “ Não sei o que vou fazer, espero que Deus ajude para a gente não passar fome”.

Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Guaxupé no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲 Participe clicando neste link.👈 

Fonte:

Receba as notícias de Guaxupé no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário