Portal da Cidade Guaxupé

Em Guaranésia

Cinco pessoas são presas suspeitas de envolvimento em execução

Uma sexta pessoa chegou a ser detida, mas foi liberada. Um casal e o possível mandante do crime estão foragidos.

Postado em 26/11/2019 às 15:08 |

(Foto: imagem ilustrativa)

A Polícia Militar prendeu cinco pessoas envolvidas na tortura e morte de Leandro Antônio Silva, de 34 anos, na tarde de ontem, na zona rural de Guaranésia. Leandro foi torturado por 2h30 em um sítio na zona rural de São Pedro da União. A mulher e as duas filhas da vítima, de 2 e 4 anos de idade também foram rendidas pelo bando. O crime só foi descoberto porque a mulher de Leandro, conseguiu fugir dos criminosos, no momento em que também seria executada, na estrada vicinal da Fazenda Santa Maria.

A motivação do crime será investigada pela Polícia Civil, mas segundo informações repassadas pela esposa da vítima, Leandro e a família sofreram a emboscada por causa de dívida de drogas. Ele teria sido apontado por um rapaz, que não participou do crime, como sendo a autor do furto de R$27 mil em drogas. Leandro, que morava no Serradinho, na zona rural de São Pedro da União, estaria traficando o entorpecente em Santa Cruz da Prata e no Serradinho.

Emboscada

Segundo a esposa de Leandro, a família foi levada a uma emboscada em um sítio de um casal de amigos. Às 9h30 desta segunda-feira, uma homem identificado como Paulo, ligou para o casal fazendo o convite para um almoço em nome do casal. Leandro aceitou o convite, uma vez que teria comprado uma arma para o casal recentemente.

A família chegou ao sitio por volta das 12h30, momento em que foi rendida por outros dois suspeitos identificados como N.e F. A tortura de Leandro durou até às 15h, momento em que o bando levou a família em um Fiat Uno Branco para uma estrada vicinal ao lado do Presídio Guaranésia- Guaxupé.

Antes de irem para o local da execução, os bandidos passaram em uma casa próxima à AABB, onde pegaram duas armas de fogo com outros dois homens.

De acordo com a esposa de Leandro, o marido foi morto com um tiro na cabeça disparado por F.

Fuga desesperada

A mulher e a filhas foram levadas para a estrada da Fazenda Santa Maria, onde a mulher também seria executada. Os criminosos chegaram a pedir para que ela se despedisse das crianças e saísse do carro. Neste momento um Fiar Strada passava pelo local. A mulher pulou em frente ao veículo, que parou e pulou dentro da cabine pela janela.

Ao dono do carro ela disse que ela e as filhas foram sequestradas e o marido estava morto. Na tentativa de fuga, a caminhonete foi atingida por disparos de arma de fogo. Dois dos criminosos perseguiram o Fiat Strada em uma moto. Os criminosos atingiram a traseira da caminhonete e caíram. Neste momento condutor do veículo deu marcha à ré e passou por cima da moto. A mulher saiu novamente de dentro do carro e fugiu para o meio do mato.

O condutor do Fiat Strada conseguiu ligar para a PM na sede de uma fazenda. A mulher de Leandro também conseguiu acionar a polícia e informou o local onde o corpo do marido estava.

Prisões

Todos os cinco presos foram reconhecidos pela mulher, que não teve o nome divulgado por segurança. Ela e as crianças foram acolhidas em um local seguro.

De acordo com o comandante da PM de Guaxupé, 40 policiais de toda a região participaram da ocorrência no fim da noite de ontem. O casal dono do sítio onde aconteceu a tortura fugiu e o mandante do crime foi identificado, e está foragido.

Receba as notícias através do grupo oficial do Portal da Cidade Guaxupé no seu WhatsApp. Não se preocupe, somente nosso número conseguirá fazer publicações, evitando assim conteúdos impróprios e inadequados. 📲 Participe clicando neste link.👈 


Fonte:

Deixe seu comentário