Portal da Cidade Guaxupé

"Dorme Guaxupé"

Luto na comunicação: Radialista Nabih Zaiat falece aos 93 anos

Comunicador, que era o apresentador mais antigo à frente do mesmo programa de rádio, estava afastado da rádio há dois anos por problemas de saúde.

Publicado em 02/12/2022 às 13:51
Atualizado em

Fim de uma era na comunicação: seu Nabih faleceu aos 93 em Guaxupé. (Foto: Reprodução/ TV Sul)

Nabih (esq.) com o amigo e sócio, Kaled Cury. (Foto: Redes sociais)

(Foto: Redes sociais)

(Foto: Redes sociais)

Nabih durante transmissão de partida foi um dos primeiros radialistas brasileiros a usar um microfone sem fio. (Foto: Redes sociais)

Uma das vozes mais marcantes da comunicação de Guaxupé silenciou-se nesta sexta-feira (02). Aos 93 anos, o radialista e comunicador Nabih Zaiat faleceu na Santa Casa de Guaxupé.. Há dois anos seu Nabih, como era conhecido na cidade, estava afastado das atividades da Rádio Clube FM e de seu programa vespertino, o "Radiolar". O programa estava no ar desde 1951 e era considerado o programa radiofônico mais longevo com o mesmo apresentador.

Seu Nabih estava à frente da Rádio Clube há 71 anos. A primeira vez que estou no ar foi em 1° de junho de 1951 e desde então, nunca deixou e apresentar o programa um dia sequer, até que problemas de saúde o obrigaram a afastar da Rádio, há dois anos. 

Mas antes de ser comunicador, seu Nabih fabricou bolas de futebol e contínuo no Banco de São Paulo

"Eu deixei de fazer bola de futebol. Fazia bola com 17, 18 anos de idade. Fiz o tiro de guerra e fui trabalhar como contínuo no Banco de São Paulo em 1948. Trabalhei um ano no Banco de São Paulo", relembrou o radialista em um especial para a Associação Mineira de Radio e TV (AMIRT), em alusão aos centenário do rádio em 2022.

Nabih foi um dos fundadores da Associação Brasileira de Empresas de Rádio e TV (ABERT).

O radialista esteve presente em momentos históricos de Guaxupé e região, em em 1953 quando acompanhou a visita do Presidente Getúlio Vargas à Muzambinho, para a inauguração da Escola Agrotécnica. Nabih também foi responsável por trazer grandes nomes da música brasileira á Guaxupé, como Nelson Gonçalves e Altemar Dutra. Em 2012, o radialista foi samba-enredo no carnaval de Guaxupé.

Nabih era casado com Valdete ( tia Deta) e deixa os filhos Martinha, Maurício e Ricardo( diretor da Tv Sul), além dos netos Rafael (diretor da Rádio Clube), Ana Carolina, Mateus, Manuela e Felipe.

Luto na comunicação

Com tantos anos de carreira, seu Nabih foi referência para profissionais de Guaxupé e região, que lamentaram a sua morte.

"É o fim de uma era. Convivi muitos anos com o grande mestre das comunicações de Guaxupé. Seu Nabih era ética, imparcialidade, compromisso, talento e amor pelo rádio, puro amor. Foi esse amor que o levou a todas estas décadas de sucesso. Ninguém que conviveu com ele é a mesma pessoa, ele é um divisor de águas na vida de qualquer profissional. Perdemos muito hoje, vai em paz querido Seu Nabih", relembrou a assessora de comunicação da Prefeitura de Guaxupé, Janine Coimbra, que por mais de dez anos trabalhou com seu Nabih.

"Este é um dos dias mais difíceis para comunicação de Guaxupé. Quando estava na faculdade, em uma das primeiras aulas de rádio, entendi a grandeza de Seu Nabih, no momento em que disse que era de Guaxupé e o meu professor, Cal Francisco, conhecia a cidade por referência à Rádio Clube. Ele foi uma referência na comunicação local por trazer voz aos guaxupeanos. Seu Nabih era uma lenda viva, e fico feliz por poder conviver com ele e poder ouvir suas histórias nas inúmeras vezes que pude entrevistá-lo", lamentou a jornalista e diretora do Portal da Cidade, Ana Carolina Negrão.

O prefeito Dr. Heber decretou luto oficial de três dias em razão da morte do radialista.

O corpo de Nabih será velado na capela do asilo. O local e horário do sepultamento ainda não foram divulgados.

Fonte:

Receba as notícias de Guaxupé no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário